Sobre

“Caminhante não há caminho. O caminho se faz ao andar.”
Antônio Machado, poeta espanhol (1875-1939)

Em composições minimalistas, Renata faz uso da linguagem hiper-realista para representar objetos e pessoas em enquadramentos surreais. Seu trabalho quer, ao mesmo tempo, registrar e divagar em sonhos.

Este slideshow necessita de JavaScript.